Retenção do pessoal de TI

Um artigo no IT Manager’s Journal foca-se sobre o problema das saídas dos empregados em TI, as principais razões de saída, os sintomas, os problemas levantados com essas saídas e a forma como pro-activamente lidar com o desejo de mudar de poiso por parte do empregado com a finalidade de diminuir as saídas de pessoal valorizante para a empresa.
Será um artigo interessante para muitos IT Managers e directores de RH lerem com alguma atenção.
O artigo acaba assim:

IT managers who take the time to ask the right questions of their employees, and then implement whatever steps are possible to improve the working environment, are going to see their retention levels improve. The effort will take time, and employees are going to be skeptical, particularly if the company has a poor record of dealing with employee concerns. However, a sincere effort will produce results.

Redhat Magazine de Setembro

Na Redhat Magazine deste mês vem um artigo sobre algumas ferramentas de análise de performance para o Redhat que também são aplicáveis a todas as outras distros.
O artigo intitulado ‘Performance tuning tools: ps, top, sar, iostat, and vmstat’ foca comandos como ps, top, sar, iostat e vmstat, ferramentas usadas diáriamente por um *nix sysadmin.

Neste número temos também artigos como Keyboard shortcuts, OpenOffice.org 2.0, ‘Computer worms, Red Hat, and you’ e um webcast sobre Red Hat Storage Management.

Kanguru – o salto para a verdadeira Mobilidade?

Assim sim! Kanguru aos saltos….

  • 10 GB de tráfego mensal indiscriminado (nacional ou internacional) incluído;
    Sem restrições de tempo;
  • Happy-Hour diária 01-07, sem limite de tráfego;
  • Velocidade Downstream até 384 kb/s e Upstream até 64 kb/s.

E um preço muito mais acessível do que a roubalheira dos tarifários de dados anteriores – 29,90 €

Como e quando é que a Vodafone e a TMN vão contra-atacar?

Google Secure Access

A Google lançou o ‘Google Secure Access’ que me parece não é nada mais do que um cliente VPN para Windows XP e 2000, que para já o cliente só funciona lá para a terra do cowboy Bush. IMHO a ideia até é interessante e até não seria mau se este cliente também existisse para a PT-Wifi ou da Wi-Fi da Optimus, Clix e Novis .
Sempre que acedo a Hotspots fico com a testa enrugada só de pensar nos sniffers que podem estar a correr na rede e antes confiar o mínimo numa PT ou Novis do que no puto do lado com portátil ligado.
Estive a experimentar o referido e aquilo até funciona, bem pelo menos estabelece uma ligação VPN, vamos lá ver se a Google abre aquilo ao mundo.
Google Secure Access
Como nota final, hoje fui comer fora e em 10 minutos de viagem com o portátil e GPS ligados apanhei mais alguns APs, sendo a maioria, como costume, sem encriptação.

Realtime Spam Map e Londres dominada por zombies

Segunda-feira infernal! Chego hoje de férias e tenho 1 colega de equipa de férias, outro em formação em Lisboa e fica aqui o vosso je a aguentar o barco. That’s life…

Li no F-Secure Weblog uma referência ao serviço Mailinator que disponibiliza e-mails que podem ser usados para nos registar naqueles sites e software duvidosos que sabemos que nos vão encher a caixa de correio de spam mas onde não tinhamos outra alternativa porque a chave de activação ou o URL de download vem obrigatoriamente para o e-mail.
Para além de não ser necessário qualquer tipo de registo no site e de uma solução bastante simples para o visionamento de e-mails para o endereço @mailinator.com, eles tem – porque recebem toneladas de spam – um mapa mundo realtime que nos mostra donde o spam está a chegar. Engraçado.

No seguimento também do tópico de spam, li na TechWorld um artigo intitulado ‘Zombies take hold of London’ que escreve que segundo a Symantec a cidade de Londres é a capital dos zombies (não, não é mais um filme do George A. Romero) com aproximadamente 150.000 (!) PCs infectados com worms/bots. A Symantec estima também que existam entre 1 a 2 milhões de PCs infectados com bots em todo o mundo e que 8% destes esteja localizado em Londres.
Segundo eles os países com mais bot-infected PCs são Inglaterra, seguido dos Estados Unidos da América e da China.
Este artigo, apesar de só me surpreender pela enormidade dos números de PCs infectados somente em Londres, deixa-me a pensar: “E quantos PCs infectados teremos em Portugal??” Pelo que vejo no meu IDS de casa e e em conversa com o pessoal da área de Networking na empresa o tráfego suspeito provenientes de IPs ADSL tem vindo a aumentar consideravelmente com o boom das vendas dos kits ADSL/Cabo a 25 € principalmente da Netcabo, Sapo e Clix.

beta-stage

Este será o primeiro post em beta-stage do blog. Poderão interrogar-se de “Que raio é este quer dizer com beta-stage?”. Simples! Nesta fase, ainda não disponível para o público, estou a tentar avaliar a viabilidade do projecto e para ver se eu consigo manter alguma cadência na inserção de posts com o mínimo de interesse.
Contava que isto ocupasse menos tempo, mas ter um blog minimamente interessante requer algo mais do que uns copy & pastes de alguns sites que visito. Decidi também tentar experimentar inserir algumas tags gráficas aos posts que o justifiquem para dar um aspecto menos diário e torná-lo mais visualmente apelativo.
Tentarei ao longo dos próximos dias (período ainda não definido) manter o blog como se estivesse acessível ao mundo, o mais actualizado possível, tentando ainda implementar algumas melhorias ao blog e acabar as páginas fixas.

And the winner is… equiX

Após ter instalado mais de 20 themes no servidor decidi para já usar o theme equiX de Marcos Sader. Estou neste momento a customizar o look do site e a “portuguesar” os textos.
Algumas das costumizações em curso:

  • Traduzir alguns termos em inglês;
  • Adicionar logotipo original (provisório);
  • Retirar o link para o Firefox e adiconar alguns butões retangulares a preto e branco;
  • Mover o Search do topo para de baixo do logo;
  • Colocar uns icons a preto e branco nos links permalink, trackback e comentários;
  • Mais alguns facelifts.

Primeiras impressões do WordPress

Após ter dado uma vista de olhos em alguns tecno/geek blogs e de ter comparado alguns CMS no OpenSourceCMS decidi instalar o WordPress no meu “Linux do armário” e estou a gostar bastante da experiencia.
Fácil de instalar, bastante simples de administrar, manter e actualizar.
Após vista de olhos nos themes default do WordPress decidi tentar esboçar um look mais customizado e ao meu gosto. Vamos lá ver como fica.

Já não sou virgem!

Sempre tive bastante relutância em ter o meu canto na Net. Já lá vão uns bons anos (talvez lá para 96 ou 97) desde a última vez que tive algo parecido com uma presença pessoal na Net. Desde então muita, mas muita coisa mudou por estas bandas cibernétcas e agora cá estou eu a tentar descobrir os encantos dos ‘ mui ‘ aclamados blogs.

Será que isto tem mesmo o encanto ploclamado?… aguardemos…