Net @ Madeira

Após de uma semana de “férias” na Madeira deixo aqui umas rápidas ideias sobre o acesso à Net na ilha do Funchal:

Nos 57 km de comprimento e 22 km de largura da ilha temos disponíveis, e bem assinalados, diversos Hotspots da Netmadeira onde nos é permitido navegar na Internet com o nosso portátil ou PDA (o Qtek S200 no meu caso) enquanto tomamos uma “chinesa” no Largo da Sé ou contemplamos a paisagem numa esplanada à beira mar na Vila da Ribeira Brava. Claro que o uso destes hotspots é da responsabilidade de cada um e obviamente por razões de segurança e privacidade não aconselho a ninguém a ver o e-mail ou aceder ao seu homebanking através destes hotspots.

Existem diversos cyber-cafes espalhados pela ilha, com preços e condições razoáveis, que nos permitem também outras comodidades como acesso a scanner ou impressora.

Serviços wifi pagos. A implementação dos acessos da PT (PT-WIFI), é bem superior ao da Sonaecom (WI-FI OPTIMUS CLIX NOVIS) e da Vodafone, mas os preços das 3 propostas são um pouco caros:

      Tarifário PT-WIFI: 1 Hora 5€; 1 Dia 20€; 1 Semana 50€;

 

      Tarifário Wifi Sonaecom: 1h €5; Sessão 12h €15; Sessão 72h €30;

 

    Tarifário Vodafone: 1 hora 5€; 24 horas 20€; 2 horas 30€.

Como nota de comparação da implementação dos três providers comerciais posso dizer que encontrei o serviço da Vodafone somente no Aeroporto do Funchal, o da Sonaecom somente no shopping MadeiraShopping mas da PT esbarrei várias vezes com o SSID PT-WIFI, incluindo nos McDonald’s, nas estações CTT e até no hotel onde estava hospedado.

Internet no hotel: No hotel onde fiquei alojado existia o que eles chamavam de business center com 2 Pcs e 1 impressora que estavam disponíveis, de borla, para uso dos clientes do hotel e que me permitiu verificar o tempo para o dia seguinte ou pesquisar mais algumas curiosidades ou atracções da ilha. Claro que, uma vez que estes Pcs eram acedidos por inúmeras pessoas e sem grande controle, cheguei a deparar-me com coisas interessantes como “scans” das declarações de IRS e bilhetes de identidade, documentos Word com cópias de e-mails enviados e recebidos e até sessões de contas hotmail e yahoo abertas.
Continuo a achar que um serviço wifi acessível em todo o hotel e grátis deveria ser uma commodity que os hoteis (especialmente os de 5 estrelas) deveriam considerar implementar, mas infelizmente estes ainda acham que instalar 1 ou 2 Pcs com acesso à Net será mais do que suficiente.

Fiquei-me por um Qtek S200

Eu ainda tentei dar o benefício da dúvida ao Qtek 9100, a sério que tentei, mas após quase duas semanas a testar o 9100 cheguei à conclusão que o bicharoco não se adequava às minhas necessidades e exigências.

Os principais defeitos que encontrei foram:

  • A largura. Os quase 2,5 centímetros de largura notam-se tanto num bolso das calças como num bolso do casaco, tornando-se até um pouco desconfortável transporta-lo para todo o lado;
  • Sensação de fragilidade do mecanisco do teclado. Ao abrir o teclado fiquei sempre com a sensação que mais dia menos dia havia de ter problemas com ele. Passado uns dias começei a notar um pouco de folga entre o teclado e o resto do corpo do PDA que levava com que às vezes este devia assumir que estava aberto e rodasse o conteúdo do visor para “landscape”;
  • Escrita no teclado. Apesar do teclado dar algum jeito em escrita corrida (sem acentos, em minúsculas e sem caracteres especiais) e o acesso às teclas ser rápido, as tentativas de escrever textos mais complexos (com acentos, maiúsculas e caracteres especiais) torna-se bastante penoso e lento.

Uma vez que tinha adquirido o 9100 na FNAC pude trocar o equipamento, e a minha escolha recaiu num recente Qtek s200. Trata-se de um PDA com telemóvel incorporado com as mesmas características do 9100 mas mais fino (com cerca de 1,8 cm de espessura), com uma câmara de 2.0 Mega-pixel com função macro, powered by Windows Mobile 5 e ainda com o oferta do software de navegação Ndrive.
Após 1 dia com ele as minhas primeiras impressões são bastante positivas: parece-me um PDA/telemóvel mais maneiro, mais compacto e robusto e durável. Relativamente ao SO, o do S200 parece-me mais recente do que o 9100, com um “comm manager” mais completo.
Ainda só tive oportunidade de fazer um pequeno test-drive com o software Ndrive e o meu GPS bluetooth, mas pelo menos o mapa do Porto parece-me bastante completo e a voz feminina que faz a indicação do caminho a seguir é agradável e límpida.


Nmon – o canivete suíço de análise de performance

Comecei à uns dias a explorar as potencialidades do nmon. O nmon é um programa que devolve-nos uma quantidade imensa de informação realtime de performance de uma máquina (AIX e Linux suportado). Para quem usa programas como o top/topas, iostat e vmstat poderá achar no nmon a ferramenta única para controle e monitorização da performance das máquinas uma vez que a informação monitorizada é tão vasta como:

  • Utilização de CPUs;
  • Utilização de memória;
  • Estatísticas do Kernel e informação da run queue;
  • Disks I/O rates, transfers, and read/write ratios;
  • Espaço nos file systems livres;
  • Performance de rede;
  • Os processos que consomem mais CPU;
  • Estatísticas NFS;
  • Alterações nos Dynamic LPAR (DLPAR);
  • Etc, etc, etc..

Para além de monitorização realtime, o nmon permite também guardar todos os dados num ficheiro e posteriormente tratá-los com o nmon2rrd e obter gráficos bastante úteis.

As versões dos Sistemas Operativos suportadas são:
– AIX 4.1.5, 4.2.0 , 4.3.2, 4.3.3, 5.1, 5.2 e 5.3;
– Suse SLES 8 e 9; Red Hat EL 2.1, 3 e 4; Debian 3; Fedora 3; Redhat 9 e Knoppix 4.

URLs:
nmon performance: A free tool to analyze AIX and Linux performance
nmom wiki
Performance Tools – technical forum

nmon

 

Qtek 9100

Hoje completo mais uma primavera e a minha cara metade resolveu presentear-me com um Qtek 9100. Eu já algum tempo que andava a namorar alguns PDAs e Smart Phones mas não sei se o 9100 será a opção mais indicada para mim, ora vejamos os pontos fracos:

  • Como telemóvel é extremamente grande;
  • Como é telemóvel implica que teria que o transportar para todo o lado, para o bem e para o mal;
  • O processador Texas Instruments OMAP850 a 200 Mhz não me convence;
  • Sensação de fragilidade ao segurar o 9100. Dá a sensação que uma queda com o teclado aberto e aquilo
  • Pelo preço compro 1 bom PDA e 1 decente Telemóvel.

Agora nem tudo são pontos negativos:

  • O teclado QWERTY, apesar de pequeno, dá bastante jeito para escrever;
  • Tem câmara 1.3 Megapixels incorporada, bluetooth, wifi e infravermelhos;
  • Windows Mobile 5.0;
  • Um bom meio-termo entre o Qtek S100 e o Qtek 9000 .

Conclusão: Daqui a uns dias vou trocar-lo por um PDA e os euros que sobram deverão servir para comprar um telemóvel novo.

Deixo aqui algumas reviews do Qtek 9100:

@ pocketpt.net
@ gsmarena.com
@ gearlive.com
@ geek.com