Nem de propósito

Será que isto terá algo haver com a contaminação do meu portátil pessoal que descrevi no post anterior? Humm….
É sempre agradável (not!) verificar que existe uma vulnerabilidade0-dayz in the wild‘ que ainda não tem correcção pela Microsoft, que afecta o Windows XP e Windows Server 2003 e que para ficarmos infectados só temos que visitar um site com o IE e visualizar uma imagem WMF.

Aconselha-se a todos os web-proxys admins pelo menos barrar o acesso aos seguintes domínios, enquanto a Microsoft não lança um patch para esta vulnerabilidade:

    Crackz [dot] ws
    unionseek [dot] com
    www.tfcco [dot] com
    Iframeurl [dot] biz
    beehappyy [dot] biz

Quanto tempo demorará a Microsoft a lançar o patch? Teremos de esperar pelo próximo “Patch Tuesday”?

Mais uma prenda de Natal: SpyAxe

No Natal emprestei o meu portátil pessoal a um familiar e este resolveu-me presentear com a instalação do SpyAxe, um falso anti-spyware que é instalado sem a permissão do utilizador. O “engraçado” deste programa é que ele supostamente detecta spyware avisando-nos que estamos infectados mas que só os vai remover se pagar-mos os 49,50 US$ para activar o programa.

Depois de tentar desinstalar o SpyAxe sem sucesso com o Ad-Aware SE Personal, Spybot – Search & Destroy e até o
Microsoft AntiSpyware só o consegui remover-lo por completo usando o programa disponível em http://noahdfear.geekstogo.com/.

Deixo aqui um pequeno ‘howto’ de como desinstalar o SpyAxe:

  1. Efectuar o download do smitRem.exe;
  2. Extrair o conteúdo para uma directoria identificável e acessível em Safe Mode;
  3. Reboot ao PC e entrar em Safe Mode;
  4. Entrar na directoria do anterior e correr o RunThis.bat;
  5. Seguir os passos descritos pela aplicação;
  6. Permitir o “Disk Cleanup”e esperar que este acabe;
  7. No C:smitfiles.txt temos um log do que o smitRem detectou, removeu e alterou;
  8. Reboot ao PC para o modo normal.

Agora é tempo de investigar como é que este bicho entrou aqui, tendo eu um antivirus actualizado e o Windows com os últimos patches.

SpyAxe

Feliz Natal

Um Feliz Natal é o meu desejo para todos.

Este ano, sendo o primeiro Natal deste blog, desejo também aos que me visitam e me aturam neste canto um especial bem aja e tudo de bom para vós e para os vossos.
BTW, se ainda não compraram a minha prendinha ainda vão a tempo de me dar isto.

Gostaria de deixar aqui uma lembrança especial para aqueles que já não passam o Natal connosco e aproveitar para incentivar-vos a todos a darem um pouco do vosso Natal àqueles que são menos felizardos que nós:

Vote’andWin

Ora aqui está uma forma do português lucrar algo com as próximas eleições presidenciais. A betandwin tem a decorrer uma aposta para o próximo P.R.

Encontramos em ‘Apostas de Desporto’ (!?) na secção Política, tendo neste momento as seguintes probabilidade:

    Aníbal Cavaco Silva – 1 para 1.20
    Manuel Alegre – 1 para 5.00
    Mário Soares – 1 para 6.50
    Jerónimo de Sousa – 1 para 101.00
    Francisco Louçã – 1 para 201.00

Ora se apostarmos 20 € no Cavaco e caso ele ganhe obtemos um lucro de 4 €. Mas se apostássemos no candidato do Bloco de Esquerda e este for a escolha dos Portugueses obtemos uns 4.000 € de lucro.

Ora como todas as sondagens dão como garantida a vitória do Prof. Aníbal temos aqui uma razoável hipótese de lucrar alguns trocos com a política, e ainda por cima online!

Vieira 2006

[update1: Apostas online com candidatos a Belém é “chocantemente ilegal”]
[update2: E o site betandwin já não apresenta a aposta dos candidatos a P.R.]

Linux Journal vs Linux Magazine

Como prenda de Natal resolvi presentear-me com uma subscrição anual de uma revista sobre Linux porque quase todos os meses gasto entre os 7,10 € e os 11,50 € na compra da Linux Magazine ou do Linux Journal, respectivamente.

Assim posso poupar algum dinheiro:

  • Linux Journal: USD$62 (Assinatura Anual) contra 7,10 € x 12 meses (Compra todos os meses no quiosque mais próximo). Poupança de pelo menos uns 20 € se subscrever a assinatura anual.
  • Linux Magazine: 79.90 € (Assinatura Anual) contra 11,50 € x 12 meses (Compra todos os meses no quiosque mais próximo). Poupança de mais de 58 € se subscrever a assinatura anual.

Para avaliar os conteúdos, e apesar de ter já adquirido diversas números de ambas as revistas ao longo dos anos, resolvi comprar a edição de Dezembro de ambas para avaliar-las. As diferenças são significativas, ficando aqui alguns dos contéudos que considero exemplificativos das diferenças entre as duas revistas:

    Linux Journal – December 2005:
    Tema da capa: mythTV is no MYTH!
    Artigos mais interessantes:
    – Monitoring Virtual Memory with vmstat;
    – Wireless Portals with Wifidog;
    – Vim for C Programmers;
    – Single Sign-On and the Corporate Directory, Part I.

    Linux Magazine – December 2005:
    Tema da capa: Digital Photos
    Artigos mais interessantes:
    – DM-Crypt – Use the harddisk encryption tools DM-Crypt and LUKS to encrypt Linux partitions;
    – Charly’s column – The Squid Analysis Report Generator (Sarg) creates reports based on Squid logs;
    – Kernel News: FUSE, PCI hotplug, and new kernel release policies;
    – OpenOffice Base – OpenOffice finally has a practical desktop database. You’ll learn how to create a simple database app in OpenOffice Base.

Também tive em consideração que juntamente com a Linux Magazine vem um DVD com o Mandriva Linux 2006 e que conheço a Linux Journal à já uns 6 ou 7 anos quando tirava fotocópias dos artigos e os lia religiosamente.

Ponderados todos estes aspectos decidi investir os meus euros na subscrição da Linux Journal. A diferença entre as duas revistas tanto no grau de interesse dos artigos como na qualidade técnica é significativa, tendo IMHO o Linux Journal um conteúdo mais interessante, estando sempre a par das últimas novidades e das soluções e implementações Linux mais interessantes.

Linux Magazine vs Linux Journal

Agora é só esperar que as revistas cheguem a casa todos os meses, em boas condições e atempadamente.

[update: FYI, a assinatura da revista durante 1 ano ficou-me exactamente em 52,39 €. ]

TVNET – a TV portuguesa através da Net

Li no Público que arrancou hoje a emissão experimental da TVNET, a primeira estação de televisão portuguesa na Internet, com emissão exclusiva através do site www.tvnet.com.pt.
No artigo podemos ler que se trata de um projecto privado produzido nos Açores e que o canal emitirá conteúdos próprios entre segunda e sexta-feira.

No site já podemos já ter acesso à emissão experimental bem como ao arquivo de programas já emitidos. Às 20:30 (hora de Portugal Continental) podemos assistir em directo ao Net Jornal.

BTW, não tive problemas em visualizar o site com o Firefox e por baixo aquilo parece ser Red Hat com Apache 2.0.40 e PHP.

1122 de uptime

Deixei escapar o 1111, por isso como hoje o “lovelace” faz 1122 dias de uptime (que também é um número capicua) resolvi dar-lhe mais uns minutos de fama.

O servidor, que já foi alvo de um post aqui no blog continua sem grandes problemas, tendo-lhe inclusive passado a “constipação” num dos discos. No projecto Uptime-Project a máquina subiu para o 5º lugar e no Projecto Português de Uptimes continua num folgado e destacado 1º lugar.

Prometo que agora só escrevo sobre o uptime desta máquina quando fizer os 4 anos ou se antes disso a máquina for abaixo.

UPTIME: secretos - http://www.uptime-project.net

Virtualização. A próxima moda.

Num artigo intitulado ‘OS Virtualization: An Introduction‘ descrevem um pouco das diferenças entre virtualização de hardware ou software, diferenças entre o VMware e o Xen, UserMode Linux, VServer e Solaris’ Zones.
Outro ponto de partida para nos introduzir aos conceitos e virtualização pode ser encontrada aqui onde retirei esta frase: “For example, VMs have wide scope of usage, but poor performance. Para-VMs have better performance, but can support fewer OSs because of need to port original OSes. Virtualization on the OS Level provides the best performance and scalability compared to other approaches. “

Depois da moda dos servidores de 1U e blades acho que a próxima será a virtualização por software de servidores a nova moda para 2006? Claro que quando há problemas sérios de hardware todos os sistemas “virtualizados” ficam afectados, mas isso já não interessa lembrar.
Talvez daqui a uns tempos a virtualização por hardware esteja mais madura e seja mais uma moda a juntar às outras acima mencionadas.

SmartTV da Clix

A ainda não disponível oferta Triple Play da Sonaecom, intitulada SmarTV, já dá que falar na blogosfera.
À coisa de 2 semanas, como à uns tempos me tinha pré-inscrito para testar o serviço, recebi a informação que iriam efectuar alguns testes para verificar se poderia ser um contemplados com Triple play em casa. Depois de receber o e-mail enviei algumas perguntas nomeadamente: quais as características do modem/router e das set-top-boxes e se existia alguma solução wireless para as set-top-boxes. Como não me responderam e no dia seguinte já me estavam a telefonar a pedir para desligar todos os equipamentos em casa para proceder a testes decidi cancelar a pré-inscrição, dizer muito obrigado mas não estava interessado em ter UTP espalhado pela casa só para usufruir de sinal TV (então eu instalo uma rede wifi em casa para ter o mínimo de fios possíveis e estes queriam-me estender UTP pela casa… a mulher matava-me :)).
Talvez quando existirem set-top-boxes wireless começe novamente a pensar no assunto, mas para já vou deixar amadurecer.

Como já escrevi um pouco de algumas desvantagens desta tecnologia vou-me focar um pouco na pré-oferta por eles “ainda não oficialmente anunciada”:

    Preços dos pacotes:
    Temos mensalidades desde os 14,90 € (15 canais fixos + 1 opcional) até aos 22,90 (40 canais).
    Tendo por base a TVtel (o fornecedor mais barato aqui das redondezas, apesar de não ter tanta cobertura como a TVcabo) que oferece 46 canais por 18,90 € ou 23 canais por 14,60 € acho que o argumento do preço bombástico fica posto de parte.

    Lista de Canais:
    Nada de muito novo. Um pormenor a ter em conta é que ainda não tem disponivel qualquer canal temático SIC e segundo uma notícia do DE explica que “… explicou que a PT – que tem exclusividade na negociação dos conteúdos dos canais da SIC na TV Cabo – tem levantado obstáculos nas negociações dos conteúdos com a Sonaecom…”. E conhecendo a posição monopolista que a PT tem, teremos que esperar algum tempo para ter acesso à SIC Notícias ou SIC Mulher.

    Canais Premium:
    6 (!!) canais para adultos, a SportTV como ‘brevemente’ e sem referência aos canais Lusomundo.

    Home-Vídeo:
    Se os preços que estão no site forem os finais acho um pouco caro.

    ADSL 2 Megas:
    Ora se cada televisão “gasta” 4 Mb/s como que a oferta deles começa com o ‘Clix ADSL 2 Megas’? À que desligar os downloads durante o telejornal e durante os jogos de futebol.

Bem, eu espero que a oferta Triple Play da Clix amadureça um bocado mais, seguindo também o feedback de colegas que já tem o serviço, e talvez quando eles tiverem set-top-boxes sem fios talvez começe a pensar mais seriamente o assunto.

BTW, ainda segundo a notícia do Diário Económico a “Sonaecom adiou o lançamento do serviço triple play para o segundo semestre de 2006, em vez de finais de 2005”.